_______________________________________E se esvai no momento seguinte...

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Mudança Doce

'Alguma coisa mudou'
'Alguma coisa mudou'
É algo que ecoa em meu íntimo
Âmago, não amargo

É como pegar uma avenida
E todos os sinais
São verdes
Viram verdes
Piscam verdes
E não é alucinação

É o começo
É o novo
Ilimitado
Inevitável
Destino
Pega e faz!

Chega e dá-lhe!

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Ciclo da Tristeza (in)Finita

....A verdade é que eu me acostumei com as dores... Não somente aquela dor nas costas fruto de quem carrega seu próprio mundo nas costas como a dor psíquica de não conseguir aquilo que se quer.
Eu estava presa naquele ciclo vicioso de reclamar, tristeza, chuva e mundo sem carinho. Quis chorar as lágrimas não vieram, quis dormir e o celular despertou. Tudo era uma roda de dor, tristeza.
Para mim era tão comum que eu tinha medo de quem eu seria se não fosse toda esta dor, aquilo de certa maneira era o que melhor me definia, na minha opinião....

O apoio de uma pessoa da minha família foi essencial para eu buscar ajuda, e então tudo começou a mudar, aos poucos. Ainda era difícil levantar da cama, mas o dia fluía de maneira mais suave. Chegou no ápice da mudança no EREGEO. De alguma forma tudo estava tão diferente, pois eu estava diferente. Talvez um pouco mais igual ao meu 'eu anterior', aquela pessoa feliz que alegrava a todos com suas palhaçadas. Talvez menos de tristeza, talvez mais de alimento. Com certeza mais amigos e através deles que eu me senti de volta pertencente a algum grupo, me senti parte integrante do mundo novamente. No auge dos meus estados 'perdida' e 'triste pra caralho' que eu me (re)encontrei e cada um teve uma importante participação, mesmo que no backstage.

Aprendi que quando a vida não te traz 'aulas de campo' você tem que correr atrás! Junte os amigos, faça uma vaquinha e vai! Só vai! A vida é mais do que existe dentro dos muros da sua casa, dentro dos muros da faculdade, dentro dos muros do trabalho, dentro dos muros que você impõe a si mesmo...

Quebre o ciclo, vá pra rua! Ouça os passarinhos na praça às 7 da manhã.Veja o luar do mirante mais alto. Sorria ao vento que brinca com seus fios de cabelo.