_______________________________________E se esvai no momento seguinte...

domingo, 3 de novembro de 2013

Por dentro tem um surto













Por dentro tem um surto
Salto sem demora
De dentro pra fora
Querendo enxergar
Aquilo que me faz sofrer

Correr, sofrer, morrer
Faço sem demora
O começo do meu grande fim
Começa e termina em mim

Por dentro tem sempre um surto
Susto sem demora
Que ocorre na aurora
Quando nada está bem com o nosso amanhecer

Por surto sempre tive
Dentro
A certeza
Do fim
Do dia (sem demora)

E amanhã começa tudo de novo
Segunda-feira...


*Dedico esta poesia à Gabrielly Marcondes

Apenas mais um palhaço

Teu requebrado
O modo como se move
Em minha direção
Sorrindo de lado
Com ar de palhaço
Me quebra e me joga no chão

Se você está sóbrio
Abraço, óbvio
Quando ébrio
Até o Sol é pouco
Pra me prometer

E quando amanhece
Me esquece
E eu fico aqui pensando
Que foi mais um sonho meu
E não quero desejar
Quem já me esqueceu


(27/09/2013)

Sonho Louco 32981738921749

Tive um sonho muito louco ontem:
Sonhei que a personagem principal(um outro eu meu) se mudou com seu recém-marido para uma mansão em que um animago habitava, mas o casal não sabia disso ainda. Quando um dos 8 objetos de poder sumiu: uma cobra venenosa que após picar meu marido ficou louca (?) e quando minhas vizinhas bruxas descobriram que a cobra (que tinha um nome específico) tinha sumido, o animago a libertou. Então a cobra voou para longe e descobrimos a casa do animago: uma gaveta de um cômodo não utilizado e que tinha no closet uma passagem secreta para um sótão.
Depois de alguns problemas e do sumiço do meu marido, acabo sendo encurralada pelo animago e seu grupo em um lago extremamente azul claro, salto o lago e corro em um precipício enquanto eles tentam me atingir lá de cima fazendo as rochas deslizarem, até que alcanço o topo e o sonho acaba.