_______________________________________E se esvai no momento seguinte...

domingo, 19 de dezembro de 2010

Doente, historinha, vida... pipocando

Desde o dia 14/12 eu não estou bem de saúde, tomei chuva fina e eu estava com a imunidade baixa, no dia 15 tornei a tomar chuva mas eu estava tomando remédio então nem me preocupei. Já no dia 16 eu estava com febre e bem mal, meus pais me levaram no médico, tomei um chá de banco. E cá estou, tentando melhorar desta podreira, e é um saco porque eu perdi a viagem que ia fazer por causa disso ¬¬", então imagine a minha felicidade...

Outra coisa, pessoas que surtam e ficam apontando quando ajudaram a gente [PQ QUIS! E que isto fique bem claro] e de repente aparecem cobrando tipo tudo, sendo que muitas vezes a gente quis pagar e ela não aceitou, enfim, foda-se! Ajudou porque quis!

E pessoas que não tem paciência também me dão nos nervos. Meuuuuuuuuuuuu, meu! Se soubesse, se me conhecesse de verdade veria o quão boba está sendo, veria o quanto eu realmente gosto de você, e que eu estou tentando ir devagar.Eu ODEIO brigar, ODEIO discutir, faço de tudo pra não ter que brigar ou discutir pois isso me machuca demais, e eu sempre perco a linha de raciocínio e acabo falando bosta. Prefiro discutir por msn, se for realmente necessário.

E pra ajudar sempre pipocam problemas e em partes eu não poder viajar por causa que eu estava quase morrendo [exagerada -oi] foi bom porque eu ajudei fortemente dando um apoio moral pra minha mãe ontem ou antes de ontem.

Ah, eu criei uma historinha infantil bem divertida! Eu criei e contei ela no hora que minha mãe foi dormir porque ela estava se sentindo mal por causa das coisas da vida, foi bem fofo^^
Enfim, vou dormir pra ver se minha vida passa mais rápido...

See ya! =*

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Eu não tenho namorado...

Eu não tenho namorado, não é que eu não queira, pois eu quero sim! Há pessoas disponíveis sim! Mas o que acontece é que eu sou muito exigente.
Sou exigente principalmente comigo mesma. E quando eu exijo algo de mim, nunca é fácil. Justamente por isso eu costumo exigir demais das pessoas que se dispõem a ficar do meu lado pois para mim é normal.
Exijo tempo, saliva, carinho, paciência, inteligência e vontade de ficar ao meu lado.
Gosto muito de conversar com as pessoas que eu gosto. E se a conversa "não rende" parece que eu não fui correspondida. E quando a conversa rende, é natural que eu queira conversar mais e mais, e ficar esperando até a meia-noite e meia hora para falar contigo é absurdamente normal.
Acho estranho que eu fico "testando" as pessoas ao meu redor sempre. E algumas passam no teste psicológico sem ao menos estar disponíveis para a vaga... Ou até mesmo para o próximo teste: físico.
Eu não tenho namorado, e isto em partes me incomoda. Sinto falta de ter alguém tão próximo, sinto falta de ter alguém que eu possa encher o saco. Eu não tenho namorado e admito procurar, mas não da maneira louca como eu fazia antigamente, se rolar: rolou, senão.. ;D
Eu sou carente de carinho e de atenção, e, é por isso que eu preciso de MUITOS amigos. É uma loucura exigir atenção de uma pessoa só! E é por isso também que eu não tenho namorado, pois me afastei dos meus amigos...
Eu sei que ficou um texto cansativo, me desculpe! Espero que tenha um ótimo dia!
See ya!
=**

domingo, 5 de dezembro de 2010

Reflexo rápido

Seria tão vil assim desejar alguém para multiplicar as felicidades e compartilhar as tristezas? Alguém que você saiba que sempre poderá contar. Alguém para te dar carinho e para receber carinho. Alguém que ria de você, com você e dele? É muito pedir que este desejo seja concedido?!

É muito tentar entender como o mundo parece ter evoluído tanto e eu parada no tempo?!

Princess Mee

  Little Princess Mee
  Lovely was she
As in elven-song is told:
  She had pearls in hair
  All threaded fair;
Of gossamer shot with gold
  Was her kerchief made,
  And a silver braid
Of stars above her throat.
  Of moth-web light
  All moonlit-white
She wore a woven coat,
  And round her kirtle
  Was bound a girdle
Sewn with diamond dew.

  She walked by day
  Under mantle grey
And hood of clouded blue;
  But she went by night
  All glittering bright
Under the starlit sky,
  And her slippers frail
  Of fishes' mail
Flashed as she went by
  To her dancing-pool,
  And on mirror cool
Of windless water played.
  As a mist of light
  In whirling flight
A glint like glass she made
  Wherever her feet
  Of silver fleet
Flicked the dancing-floor.

  She looked on high
  To the roofless sky
And she looked to the shadowy shore;
  Then round she went,
  And her eyes she bent
And saw beneath her go
  A Princess Shee
  As fair as Mee:
They were dancing toe to toe!

  Shee was as light
  As Mee, and as bright;
But Shee was, strange to tell,
  Hanging down
  With starry crown
Into a bottomless well!
  Her gleaming eyes
  In great surprise
Looked upon to the eyes of Mee:
  A marvellous thing,
  Head-down to swing
Above a starry sea!

  Only their feet
  Could ever meet;
For where the ways might lie
  To find a land
  Where they do not stand
But hang down in the sky
  No one could tell
  Nor learn in spell
In all the elven-lore.

  So still on her own
  An elf alone
Dancing as before
  With pearls in hair
  And kirtle fair
  And slippers frail
  Of fishes' mail went Mee:
  Of fishes' mail
  And slippers frail
  And kirtle fair
With pearls in hair went Shee!


[Poesia publicada em "As Aventuras de Tom Bombadil"]